<

Projetos

Estimativa das Perdas na Colheita Mecanizada de Arroz Irrigado em Função do Sistema de Trilha e Velocidade de Deslocamento




A colheita consiste na etapa final do processo produtivo sendo que as perdas devem ser mantidas dentro de padrões aceitáveis. A falta de conhecimento das características agronômicas da cultura e deficiência na regulagem das colhedoras, aliada a velocidade excessiva de deslocamento, são considerados os principais fatores responsáveis pelas perdas de grãos na lavoura orizícola. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo quantificar as perdas na colheita do arroz irrigado em três sistemas de trilha que equipam as colhedoras automotrizes em diferentes velocidades de deslocamento, O experimento será realizado em propriedades rurais localizadas no município de Itaqui na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul durante o período de colheita do arroz. Incialmente através de um projeto piloto deverão ser analisadas 5 colhedoras contemplando três sistemas de trilha sendo estes: sistema de trilha radial e separação por saca-palhas, trilha radial e separação por rotor e trilha e separação axial. Através de um sistema de amostragem adaptada as condições e as particularidades da cultura, poderão ser coletadas e quantificadas diretamente as perdas decorrentes dos sistemas de trilha em estudo, sendo estes dados posteriormente tabulados e analisados estatisticamente. Portanto, através deste trabalho será possível determinar a velocidade ideal de deslocamento para cada tipo de sistema de trilha que equipam as colhedoras autopropelidas de arroz irrigado.